Uma MAV q não me impede de viver!!!

LUCIANA KELE DORINI

AVENIDA IGUACU
MANGUEIRINHA
85540-000
4632431354
ludorini@hotmail.com

Notícias

E se você descobrisse que só tem mais seis meses de vida???  O que faria???   Pediria...
Você acredita que é possível ser feliz seguindo apenas 3 passos? Eu também duvidava, mas hoje...

E quando de repente PAI...

12/08/2017 14:57
De repente a notícia, a surpresa: a mais esperada, ou a menos imaginada... a mais feliz, ou a mais...

Capítulo 12

Iniciei 2016 com uma energia diferente... sem sangramento... sem dores... e com a agenda lotada...

Agenda de trabalho... de viagens... de festas...

Uma agenda repleta de VIDA...

Pra começar bem,  em janeiro viajamos para Florianópolis, meus pais, meus sobrinhos gêmeos e eu... fomos passar três/quatro dias na praia e eu não imaginava como isso seria bom... Eu estava um pouco ansiosa, um pouco apreensiva,  pois tinha programado toda a viagem e queria que tudo desse muito certo... tive medo de perder o voo, do hotel não ser o que eu imaginava, da praia ser longe ou feia... mas nada disso aconteceu... O voo foi perfeito e chegamos adiantados no aeroporto; o hotel era maravilhoso; a praia estava ali na nossa frente... passamos dias incríveis cheios de alegria, de vitalidade, de energia boa... de sol, de mar... jogamos boliche e eu até fiz um strike.... sorte de principiante... hahaha

Passeamos, comemos muito e voltamos pra casa com o celular cheio de fotos e com o coração cheio de boas lembranças... porque ver a alegria dos meus pais e dos meus sobrinhos, era a felicidade que eu buscava... :)

Chamei aqueles poucos dias de mini férias, pois precisava voltar ao trabalho logo... e voltei ao trabalho 100%, cheia de gás pra gastar...

Depois de retomados os trabalhos na câmara foi a hora de retomar as aulas também...  e isso me deixou um pouco pensativa...  dessa vez a matéria a ser ministrada era a minha “Contabilidade Pública”... mas pensar nas viagens... no compromisso de todos os dias... na estrada...  isso não foi muito fácil não... aliás, isso foi bem difíci, como sou muito ansiosa esses compromissos semanais fora da minha cidade eram sempre desafios...  mas eu voltei..

Nas primeiras aulas levei um grande susto, deparei-me com uma turma muito grande e muito falante... e com uma turma pequena e que parecia um tanto quanto apática... 

Claro que me preocupei mais com a turma menor... porque sempre preferi sofrer pelo barulho dos muito falantes, que pela tristeza de não ouvir dezenas de vozes brigando por seu espaço... :( :( :( 

Minha preocupação durou pouquíssimos dias... logo consegui entender os porquês do silêncio... a turma grande falava mais que eu gostaria e me obrigava a forçar demais a voz para tentar ser ouvida e além disso, nem sempre me permetia explicar o que eu pretendia e isso me fazia chegar em casa cansada e  frustrada,  mas mesmos assim, conseguíamos nos entender... 

Com a turma menor aos poucos o silêncio enigmático começou dar lugar às vozes questionadoras... nossa, e como eu gostava de ouvir aquelas vozes interessadas e questionadoras...

Os dias iam passando... e eu ia me dividindo entre trabalho na câmara, aulas na faculdade, sessões com minha psicóloga, caminhadas, corridinhas de leve, família, amigos...  e assim 2016 ia tomando forma... 

Logo no início do ano fui convidada, por um amigo muito querido, em nome do Rotary de Pato Branco para fazer uma palestra para adultos, mas quando cheguei lá deparei-me com crianças e isso foi um verdadeiro susto...  hahaha

Eu nunca tive muito contato com crianças, eu não sabia como fazer para prender a atenção delas... tive medo que eles não gostassem da minha fala... que dispersassem... Mas acreditem, nada disso aconteceu... enquanto eu falava o que observava eram olhos atentos... expressões firmes e ao mesmo tempo empáticas... e no final ganhei muitos abraços e um carinho imenso, dos adultos sim, mas o principal, das crianças...  Ainda ganhei um livro com textos feitos por eles que guardarei para sempre...

Como foi bom enfrentar esse desafio e sair de lá com o gostinho de quero mais... :) 

E 2016 prometia mais, muito, muito, muito mais... próximo ao dia da mulher, no início de março eu estava super ansiosa, ansiosa porque em poucos dias eu teria dois eventos importantíssimos que estavam deixando meu coração acelerado...  e mesmo assim eu aceitei mais um compromisso, o compromisso de falar sobre “autoestima” para mulheres da minha cidade...

Isso mesmo... fui surpreendida por um convite do Núcleo da Mulher Empresária de Mangueirinha para palestrar em comemoração ao dia da mulher..  ora vejam... eu já havia palestrado outras vezes, para públicos diversos, mas nessa vez a responsabilidade era muito maior... desta vez eu estaria em casa.. em Mangueirinha... então agora o meu assunto seria diferente, e o meu público seria conhecido...  Sim, porque em todas as outras palestras eu falava sobre a minha vida para pessoas que eu não conhecia... e agora eu falaria sobre autoestima para pessoas que já me conheciam há muito tempo...

Passei alguns dias com o coração a mil... afinal naquela sexta-feira dia 11/03/2016 eu palestraria em Mangueirinha, no plenário da Câmara Municipal e no dia 12/03/2016 eu estaria em Dois Vizinhos, comemorando a formatura do meu sobrinho mais velho...

Quanta emoção para um único final de semana... sorte que meu coração é forte.. e bate com muita vontade... hahahaha

Bem, preparei com muito carinho uma apresentação para mulheres... para todas as mulheres... confesso que cheguei à Câmara tremendo... a responsabilidade era grande, eu não queria decepcionar... ao contrário, eu queria poder fazer a diferença na vida de alguém...  e mesmo tremendo ao ser chamada eu subi ao palco, peguei o microfone e comecei a minha fala... e começando a falar a ansiedade deu lugar à atitude, e o tremor deu lugar ao entusiasmo... em poucos instantes eu não tremia mais... em poucos instantes eu estava feliz onde estava, e não tinha a menor pressa em sair dali... hahaha

Ao final fui presenteada com uma placa, mas maior que isso, fui presenteada com uma homenagem linda que eu nem sabia se merecia... Foi uma noite repleta de emoções... recebi muitos abraços de amigas, de conhecidas, de desconhecidas... e fui surpreendida por algumas palavras de uma mulher linda e super jovem que jamais sairão da minha mente, ela me abraçou com lágrimas nos olhos e disse: “Lu, nessa noite você mudou a minha vida”... gente eu choro só em lembrar... eu não esperava por isso, e esse foi meu maior presente...

Não fiquei muito tempo no coquetel porque estava nervosa demais, e o outro dia prometia muitas emoções também...

E o sábado foi nervoso, foi corrido, foi intenso...

E o sábado foi único, foi gratificante, foi emocionante...

Naquela correria de fazer unha, cabelo, maquiagem... naquele frenesi de ficar ainda mais linda porque o dia era muito especial...

Naquela ansiedade eu sentia o corpo tremer... o coração disparar... e a voz até falhar... engraçado, como um dia assim pode fazer um filme inteiro passar pelas nossas cabeças... Esse era o dia da formatura do meu sobrinho... sobrinho que nasceu quando eu tinha apenas 14 anos... que aos 3 anos e ao me ver chorando me disse: “Lu deita no meu colo que eu cuido de vc” e que com essas palavras me fez acordar para a vida e me despertou para a felicidade... sobrinho que eu, literalmente, vi crescer... sobrinho que me fez crescer também...

Quando meus pais e eu chegamos ao salão onde seria a formatura e nos deparamos com aquele homem lindo e de beca, pronto para receber seu diploma, pronto para prosseguir no seu caminho, eu senti muitas coisas... eu senti uma alegria tremenda, um orgulho imenso e até me senti velha... hahahaha

Claro que me senti velha, pois ao mesmo tempo que eu vi o homem, o meu coração viu o menino... como o tempo passa.. e como é bom passar com o tempo... senti um misto de emoções incrível... naquela noite me realizei... tudo foi maravilhoso e ele estava feliz demais... a família estava reunida e com um brilho especial nos olhares...  a noite foi, plenamente, de festa... apesar das emoções não passei mal (eu tinha medo disso), ao contrário passei foi muito bem e aproveitei ao máximo cada momento... Vi meus pais emocionados, meu irmão segurando as lágrimas pela vitória do seu primogênito, minha cunhada super satisfeita e meus sobrinhos mais novos em êxtase pela conquista do seu irmão e já pensando nas suas formaturas... :) 

Mais um momento especial que passei sem sangramento, sem enxaqueca...

Mais um momento especial que passei sem dores e com muitos amores.. criando mais uma janela light pra habitar a minha existência... :)