Uma MAV q não me impede de viver!!!

LUCIANA KELE DORINI

AVENIDA IGUACU
MANGUEIRINHA
85540-000
4632431354
ludorini@hotmail.com

Notícias

E se você descobrisse que só tem mais seis meses de vida???  O que faria???   Pediria...
Você acredita que é possível ser feliz seguindo apenas 3 passos? Eu também duvidava, mas hoje...

E quando de repente PAI...

12/08/2017 14:57
De repente a notícia, a surpresa: a mais esperada, ou a menos imaginada... a mais feliz, ou a mais...

Capítulo 15

E foi celebrando a vida que iniciei o mês de maio também... não porque houvesse uma data toda especial, mas porque aprendi que todas as datas são especiais quando queremos ser feliz...

Logo que voltei de Buenos Aires, minha tosse também voltou, não sei o que acontece, acho que meu organismo não trabalha muito bem com férias, feriados e afins... ele acha que está de folga e já quer ficar dodói.. hahahaha

Mas mesmo com tosse, e com pouca voz a vida continuava, meu trabalho na câmara, minhas aulas na FADEP e tudo mais...

Eu estava cansada, sei que não tenho a mesma resistência que a maioria das pessoas, porém tinha muito a fazer... tinha inclusive que casar uma amiga de toda a vida...

O casamento da Cris foi em Abelardo Luz, uma cidade que fica há 120km da minha. Eu passei um dia de princesa... maquiagem, cabelo e toda a pompa para participar da noite mais feliz da vida dela...

Tudo foi lindo, romântico e abençoado...  e passei a noite toda sem tossir...  até que,  meus pais e eu,  iniciamos a volta pra casa, e aí sim veio a tosse... ai e como ela me judiou... Judiou tanto que na semana seguinte precisei procurar um especialista que me passou muitos remédios e um repouso de voz de 10 dias, imagina eu que quase não gosto de falar, 10 dias de jejum absoluto... hahaha

Seria cômico se não fosse trágico... pra isso precisei me afastar da sala de aula e também da câmara, onde só ia para fazer o que havia de mais urgente e voltava correndo pra casa sem falar uma palavra...

De todos os remédios, antibióticos, antinflamatórios, xaropes e o repouso de voz, o pior de tudo foi fazer inalação... pois é, parece uma coisa tão bobinha... que não provoca nenhuma dor ou desconforto...e que as crianças só choram por não conhecer o aparelho... mas pra mim não é assim... 

Acho que não deve gerar nenhum desconforto mesmo, desde que você não tenha passado por 15 anestesias gerais... desde que aquele inocente aparelho de inalação que vai chegando ao seu rosto não lhe faça lembrar de todas as vezes que  algo bem semelhante a ele tapou sua boca e seu nariz e lhe fez apagar... 

Parece ridículo, mas só de ver o aparelho eu já sentia o cheiro dos anestésicos sobre mim... só de lembrar daquele aparelho já sinto tudo mais uma vez... 

Ui, ui, uiiiiiiii... foram dias tenebrosos, cada vez de fazer a tal inalação eu precisava de um preparo psicológico para não sentir aquele cheiro, para saber que era só um sorinho e nada mais... ou então, para sentir aquele cheiro e não começar a tremer de novo... 

E depois a gente acha que só as crianças sentem medo de roupas brancas por se lembrarem do enfermeiro que lhe deu a primeira vacina, né?!? Hahaha

Nada disso, todos nós carregamos lembranças conosco, e algumas delas nos fazem sofrer, e muitoooooo...

Passei os dias de repouso, fiz as inalações, mas não consegui fazer até o final, a última dose continua na caixinha... sei que já superei muita coisa, mas isso ainda não consegui superar por completo, e não quero me culpar e nem me forçar a nada, acho que mereço um tempo para digerir todas as minhas lembranças...

Enfim que depois da tosse controlada, eu precisava voltar a trabalhar a minha voz, e nada melhor pra isso que falar, falar, falar e muitoooooo... hahahahaha

E pra exercitar à vontade,  viajamos pra Cuiabá  pra outra festa de casamento, desta vez bodas de pérola dos meus primos Márcia e Álvaro... Meus pais e eu fomos até Curitiba de carro e de lá seguimos de avião...  Já falei como adoro andar de avião?!?

Acho uma sensação incrível estar entre as nuvens, me sinto livre mesmo tão bem trancada lá em cima... haha

Passamos somente 4 dias em Cuiabá, mas foi tão bom... como faz bem estar em família, entre pessoas que mesmo distantes, fisicamente, estão sempre dentro dos nossos corações... energia reestabelecida... 

Voltei de Cuiabá com a voz tinindo, com o coração aquecido,  e pronta para iniciar novas atividades...

Chegando em Curitiba fui visitar o Dr.Márcio, achei que ele devia estar morrendo de saudade... Nossa consulta foi maravilhosa, ele disse que estava tudo bem , tudo controlado e só me pediu uma ressonância para confirmar tudo isso... 

Não que eu houvesse planejado, mas de volta em casa, e numa noite em que estava sozinha,  eu resolvi fazer um vídeo para convidar as pessoas a conhecerem o blog... não tenho intimidade com câmeras, não com as de vídeo, adoro fotografar, mas nunca me achei muito legal em filmagens, mesmo assim resolvi arriscar...

À primeira vista não me gostei tanto, mas depois de ver e rever, achei que tinha ficado legal e postei...  eu não imaginava que tantas pessoas fossem ver, curtir, comentar e compartilhar... nossa, como fiquei feliz com a aceitação do vídeo...  Feliz e animada para fazer o próximo... hahah

Em poucos dias já havia feito o segundo, falando sobre algo que havia acontecido comigo: uma senhora me mandou uma mensagem que dizia, "Querida, você é muito linda por dentro"... e eu respondi na hora dizendo: E por fora também.. hahaha

Achei que precisava compartilhar esse fato, e gravei... Poxa vida, eu tenho um hemangioma, mas isso não me faz ser bonita só por dentro... ou só porque não estou dentro dos padrões de beleza midiáticos eu não posso ser bonita por fora também???

Sei que a senhora não fez por mal, mas acabei me sentindo triste... muita gente gostou do vídeo e me apoiou...

E aí já tínhamos um novo mês iniciado, já estávamos no mês dos namorados e eu mais uma vez sozinha... hahaha

E o mês de junho iniciou com mais palestras, desta vez fui para a Estil, uma comunidade de Mangueirinha, palestrar para crianças do ensino fundamental...  acho que foi o dia mais frio de todo aquele inverno, enquanto dirigia até lá me deslumbrei com a beleza da natureza... com a geada que deixou árvores e gramados todos branquinhos... e lá fiquei ainda mais deslumbrada com o carinho e com o respeito de todos comigo... até pão de queijo eu ganhei... hummmmmmm...

No mesmo dia eu fui fazer uma entrevista para o MangMídia, um canal de comunicação aqui de Mangueirinha... Como eu amo dias intensos, e esse foi um daqueles dias super, hiper, mega intensos, que jamais sairão da minha cabeça...

Eu já havia feito outras entrevistas em outros momentos, mas esta foi, totalmente, diferente... Sabe quando os questionamentos batem fundo no seu coração??? Pois é...  foi assim...

Cada pergunta vinha como uma flecha que acertava no mais íntimo dos meus sentimentos... cada pergunta me fez refletir sobre a vida, sobre a minha vida...  e mais que isso, sobre tudo que eu já senti, sobre tudo que eu ainda sinto...

Foi lindo, eu amei participar e ao final, quando achei que tudo já tinha terminado, e estava quase parando de tremer, foi que o mais emocionante aconteceu... O Ayslam me pediu para ver um vídeo sobre tratamentos de hemangioma que eles haviam encontrado na net, e enquanto eu assistisse esse vídeo eles fariam algumas imagens pra finalizar a entrevista...

Haja coração, quando abri o vídeo, não havia nada lá sobre hemangiomas, o que havia lá, era um depoimento emocionado e maravilhoso das pessoas mais importantes da minha vida... das pessoas que me deram a vida e me ensinaram a viver... das pessoas que são meu porto seguro... das pessoas que são o meu tudo...

É, naquele vídeo, meus pais estavam falando sobre mim... Coisa mais linda desse mundo... eles que são tímidos, que não gostam de falar em público, e que detestam câmeras, superaram tudo para me fazer uma homenagem...

Na hora eu fiquei  paralisada, a surpresa foi muito grande... mas depois eu chorei demais... chorei sozinha só ao lembrar de cada palavra dos dois, de cada gesto, de cada lágrima... Chorei em agradecimento por estes dois anjos sem asas que tenho aqui na Terra...

Depois disso  a vida seguiu seu curso normal... na faculdade muito trabalho com as finalizações dos projetos de estágio, muita dor de cabeça e muitos fios de cabelo a menos, mas isso faz parte da vida de profe...

Muitas coisas aconteciam, e eu só pensava na matéria do MangMídia, eu estava ansiosa, queria ver aquela matéria pronta... queria me ouvir falar... queria saber como o enquadramento tinha ficado... acho que na verdade o que eu queria era sentir toda aquela emoção mais uma vez... e senti quando a matéria foi ao ar, cheia de verdade, cheia de emoção, e cheia de vida também... 

Acho que eu nunca tinha conseguido abrir o coração daquela forma, ao menos não falando... e adorei, adorei, adorei.. 

Se quiser relembrar... a matéria está aqui:

www.youtube.com/watch?v=kdF9ok0ZH7U&t=1s