Uma MAV q não me impede de viver!!!

LUCIANA KELE DORINI

AVENIDA IGUACU
MANGUEIRINHA
85540-000
4632431354
ludorini@hotmail.com

Notícias

E se você descobrisse que só tem mais seis meses de vida???  O que faria???   Pediria...
Você acredita que é possível ser feliz seguindo apenas 3 passos? Eu também duvidava, mas hoje...

E quando de repente PAI...

12/08/2017 14:57
De repente a notícia, a surpresa: a mais esperada, ou a menos imaginada... a mais feliz, ou a mais...

Capítulo 20

Havíamos passado por uma dor enorme, não a minha família, mas toda a América Latina com a queda do avião da Chape, o Brasil todo chorou, eu chorei em cada matéria, todos nós compartilhamos da mesma dor, porém compartilhamos também da força dos sobreviventes e dos familiares de todos que já não estavam mais entre nós...

Engraçado como uma tragédia desse porte pode trazer bons sentimentos aos nossos corações... dessa dor surgiu mais forte o amor que une os povos, que fortalece as nações...

E nessa energia do bem foi que o último mês do ano começou e começou de forma única... Primeira Eucaristia do meu afilhado Luiz Gabriel, como o tempo passa depressa,  parece que seu batizado foi ontem, e ali já estava um homenzinho em outro sacramento...  

E com a energia da festa do Luiz foi que no sábado pela manhã fui até o Colégio Premem em Pato Branco para palestrar para os alunos do Curso de Formação de Professores... mais de uma centena de sorrisos, mais de uma centena de olhares, e a minha felicidade foi enorme... depois de termos adiado por algumas vezes, a palestra aconteceu e foi maravilhoso passar algumas horas com aquela turma fantástica que com certeza vai brindar a nossa educação com muita energia e vontade de fazer a diferença... 

Lá passei por um daqueles momentos que a gente não quer que termine nunca... E agradeço, imensamente, às professoras e direção pelo convite e confiança... Estava chovendo, me molhei muito... minha voz ainda não estava 100%, tive muito medo de começar a tossir e não poder conluir minha fala... mas consegui, deu tudo certo... só tossi depois.. e muitooooooooo... mas depois podia... hahahaha

Saí daquele colégio leve, leve, leve e feliz, feliz, feliz.. 

Os dias continuaram correndo dentro da normalidade, trabalhando na câmara... aproveitando o verão para repor a vitamina D, descansar um pouquinho e arejar a cabeça...

Uma semana depois fui para Coronel Vivida no Colégio Arnaldo Busato palestrar para os adolescentes, mais uma vez fui muito feliz.. lá compartilhei a minha história e conheci algumas histórias e muitos talentos... fui agraciada com muito carinho e atenção... fui agraciada com a energia da juventude e a alegria de estar muito bem acompanhada... 

Eu estava num ritmo mais lento... cozinhando, fazendo alguns exercícios, deixando a alma tranquila, sem excessos  e sem tristezas...

Naquele mesmo final de semana voltei à Pato Branco e agora para palestrar aos colaboradores da Policlínica, hospital onde nasci e por várias vezes fui atendida... Desta vez o foco da minha fala mudou, desta vez eu não falei, somente, da vida da Lu.. desta vez eu falei sobre a vida de uma paciente e sobre quão importante é a forma com que somos tratados nos momentos mais difíceis da nossa vida...

Eu adorei poder compartilhar os meus sentimentos enquanto paciente com aqueles profissionais que fazem a diferença em nossas vidas... aqueles que salvam vidas...

Depois da palestra fui direto para um jantarzinho da comissão de formatura dos meus alunos, e lá após muitas risadas e muitas histórias gostosas, recebi um convite para ser Patronese desta turma maravilhosa que me fez voltar à sala de aula, que me fez reviver o gostinho de ser professora...

Aiiiiiiiii, como é bom ganhar um presente desses... como é bom ser lembrada com tanto carinho... como é bom fazer parte dessa linda vitória.. 

Profe Andréia, Profe Denise, Profe Guilherme e eu, saímos de lá com uma garrafa de vinho, um lindo cartão, e uma lembrança para guardar para a vida inteira...

A #lunacozinha estava com tudo... quando tenho tempo adoro uma cozinha, e agora que as aulas tinham terminado,  eu tinha tempo... mas os exames dde rotina me deram más notícias... colesterol alto, triglicerídios altos, e uma luz de alerta bem acesa...

Comecei então com um processo de reeducação alimentar com uma nutricionista maravilhosa que conheci em uma das minhas palestras... descobri que os tremores que eu sentia, constantemente, e que as tonturas que eu julgava ser por falta de açúcar eram ocasionadas por falta de proteína... pois é, para mim nunca foi fácil comer carne, já que não tenho os 32 dentinhos... e aí eu comia o que era mais fácil, massas, e mais massas... mas o corpinho gritou e eu precise mudar...

E aiinda nesse intuito de mudanças, fui procurar uma fonoaudióloga, porque meu otorrino encontrou uma fenda em minhas cordas vocais.. e com isso encontrou também a causa de tantas crises de tosse... Pois é, na primeira consulta com uma fono super competente fiquei sabendo que precisava me tratar antes de ganhar de presente um calo nas cordas vocais, mas também soube que precisaria parar com as aulas para esse tratamento dar certo... como é difícil saber que você precisa deixar de lado uma das coisas que você mais gosta de fazer  na vida, para poder fazer bem a si mesma... Contraditório não é?!? 

Isso me deixou muito triste, muito confusa... Perdida mesmo...

Pensei em não fazer o tratamento e continuar com as aulas... Pensei em fazer o tratamento, mas continuar com as aulas... não sabia o que fazer... não queria largar meus alunos... :(

Antes de começar com as sessões de fonoaudiologia eu fiz mais uma palestra, desta vez no Super Zezinho, um supermercado  do qual sou cliente e conheço todos os colaboradores... Foi mágico, foi divertido, foi intenso... falei demais como sempre e quando cheguei em casa tinha muita alegria em meu coração, muitos doces numa linda cesta, e nenhuma voz... hahaha

Incrível, não conseguia nem contar aos meus pais como aquela noite tinha sido especial... aí eu vi que o problema era sério, que precisava cuidar de mim o quanto antes e de forma urgente...

Então,  depois de muito relutar vi que precisava deixar minha sala de aula e me tratar de verdade...

Apesar dessa tristeza que inundou meu ser com um sentimento de impotência, o meu ano tinha sido maravilhoso e eu precisava comemorar, eu só tinha o que agradecer, e foi assim que começamos os preparativos para o Natal...

No ritmo de agradecimento pelo lindo ano que estava findando fiz um vídeo, intitulado de: “Por mais respeito e menos preconceito – um convite de Natal”... acho que as pessoas gostaram, o vídeo foi muito assistido, curtido, comentado, compartilhado, o que me fez muitíssimo feliz...  é muito bom pensar que suas palavras podem ajudar na busca de um mundo melhor.. 

www.youtube.com/watch?v=qvf1vGQvh6A

Passamos a virada de ano  em casa, em família... cheios de esperança de que 2017 nos trouxesse ainda mais amor, união, alegrias e VIDA...

E o ano já iniciou muito bem, com um convite do  Mang Mídia para uma entrevista na primeira LIVE do Canal...  Maria Michele, a lindíssima menina pedreira e eu, fomos as entrevistadas... foi muito bacana, nos sentimos em casa falando das nossas vidas, nossas experiências, nossos sonhos... queria poder voltar no tempo e fazer aquela live de novo...  ;) 

Também lancei meu canal no youtube... para garantir que todos os vídeos ficarão muito bem guardados e que todos os que quiserem poderão revê-los ou conhecer o meu trabalho... abaixo está o link.. 

  https://www.youtube.com/channel/UCNjvDNd0ovZdMsjrAVdZ8Kg

E a vida continuou, normalmente, na câmara muito trabalho pela troca de presidência e vereadores, em casa descanso, sol, piscina, e comidinhas naturais... caminhadas, filmes... mesmo sem férias, um período de relaxamento e paz... 

Um período sensacional de leveza... de esquecer do hemangioma, das enxaquecas, das dores, das tonturas... um período de lembrar de quanto a vida é bela e o quanto eu amo viver... um período para entender que felicidade nunca é demais, e que quando estou feliz não quer dizer que algo vai dar errado, só quer dizer que eu mereço me sentir assim...  um período essencial para me libertar de memórias tristes e agregar muitas janelas lights na minha existência...

É, eu estava me sentindo inteira, mesmo tendo que comunicar ao meu coordenador que não poderia assumir minhas aulas em 2017... mesmo não podendo executar as tarefas tradicionais da #lunacozinha... mesmo sem poder comer massa que eu tanto amo...  Eu me senti inteira porque estava em paz e consegui compreender porque algumas coisas vem, e outras vão...

Apreendi a comer carne mesmo sem poder mastigar direito... aprendi a dizer NÃO, quando, simplesmente, não posso ou não quero ... aprendi que posso trabalhar menos e viver mais... aprendi que diversão é necessária e que o trabalho não precisa ser pesado... ah, como aprendi em um ano inteiro, e como aprendi nesse período de recomeços...

Tanto aprendi  que fiz um vídeo chamado: “A ansiedade pela ótica de quem sente”... https://www.youtube.com/watch?v=xZpbtLvVPnE

Que pra mim foi uma superação incrível, pois não conseguia falar sobre os sintomas da ansiedade sem me sentir ansiosa, não conseguia lembrar das crises sem me sentir em uma, e nesse dia eu consegui gravar falando sobre isso e sem me sentir mal... consegui assistir  o vídeo várias vezes me sentindo bem... nossa... que presente... que presente...  como é bom poder olhar para trás e entender que tive momentos difíceis, mas que passaram...

Janeiro foi sensacional.. janeiro foi o reflexo da VIDA  que eu quero viver...