Uma MAV q não me impede de viver!!!

LUCIANA KELE DORINI

AVENIDA IGUACU
MANGUEIRINHA
85540-000
4632431354
ludorini@hotmail.com

Notícias

E se você descobrisse que só tem mais seis meses de vida???  O que faria???   Pediria...
Você acredita que é possível ser feliz seguindo apenas 3 passos? Eu também duvidava, mas hoje...

E quando de repente PAI...

12/08/2017 14:57
De repente a notícia, a surpresa: a mais esperada, ou a menos imaginada... a mais feliz, ou a mais...

Capítulo 9

Quando há uma reincidência de fatos que julgamos negativos, acho que nossa mente fica propensa a pensar negativo também... Mesmo superando a última cirurgia, mesmo tendo voltado às minhas atividades normais, mesmo tendo namorado e terminado, mesmo tendo feito novas amizades, mesmo, mesmo, mesmo... hahaha
Mesmo assim, eu tinha medo de uma nova hemorragia... Só que, de qualquer forma, com medo ou sem medo... a vida continua... e como é bom saber que apesar de todos os pesares a vida continua... ;)
 
E continua em grande estilo... hahaha
Pensa só que fui convidada para fazer um teste para substituir um ex professor meu, na faculdade em que me formei... Nossa, incrível como me senti orgulhosa por este convite... Fiz é claro, e num sábado fui avisada sobre a minha aprovação e também que as aulas iniciariam na terça... Adorei o grande espaço de tempo que teria para preparar minhas aulas.. hahahaha
Que nada, só mais um desafio... E desafio dado é desafio aceito... 
Recém formada e encarar uma turma de 9º período do curso de Ciências Contábeis não foi uma missão fácil, mas também nunca gostei das coisas fáceis, elas não me estimulam em nada... 
No primeiro dia de aula fui confundida com uma aluna nova, é que eu tinha a mesma idade da maioria dos acadêmicos... Algumas situações foram cômicas, outras foram dramáticas.. E omelhor de tudo isso é que todas elas me ensinavam a crescer... 
 
Para quem já sofreu algum trauma, para quem já terminou um romance, sabe muito bem que ocupar a cabeça é o melhor remédio, pois os sentimentos mais doloridos vão dando lugar aos novos pensamentos, aos novos objetivos, aos novos sonhos... Creio que foi nesse tempo que comecei a amadurecer... 
 
Umas das maiores descobertas pra mim, foi que trabalhar não é só uma obrigação.. que trabalho não vale o dinheiro que se ganha, mas tudo aquilo que se aprende com ele... e eu, dia após dia, ganhava muito mais que isso, eu ganhava amigos e ganhar um amigo não tem preço... 
 
Enfim que o trabalho como profe preencheu meu tempo e preencheu meu coração com muita determinação, com muita alegria e com muita satisfação..  Até que... Até que...
 
Até que comecei a ter alguns sangramentos na gengiva... Isso doi só de lembrar... doi no corpo, doi na alma... :(
 
Por algumas vezes fui levada às pressas para uma cidade vizinha para um médico muito querido me socorrer... Foi aí que fui apresentada à uma espuminha que servia para estancar sangramentos em cirurgias cardíacas.. Se não estou enganada ela se chamava Geolfan... Resultado, essa espuminha começou a ser o artigo principal em todas as minhas bolsas... não ia ao supermercado sem ela... da noite para o dia viramos melhores amigas.. hahaha
 
Uma noite, lá na faculdade, em outra cidade, longe de casa, tive um sangramento importante... Aprendi nesse momento que quem têm bons amigos nunca está sozinho... não tinha meus pais e meu irmão ao meu lado, mas tive amigas, amigos, primos, alunos... Nossa, serei  grata a essa equipe por toda a minha vida... Eles foram até me levar pra casa... Fico emocionada relembrando disso... 
 
Ah, vocês lembram do carinha da net???  Pois bem, mesmo fisicamente muito distantes sempre senti nossas almas muito próximas... nessa noite, confirmando isso, quase chegando em casa recebi uma ligação dele: "só liguei pra saber se está bem"... detalhe, nessa hora eu estaria em sala de aula e ele sabia... De alguma forma ele sabia também que eu precisava dele...  Talvez ele não lembre, mas eu jamais esquecerei... A nergia desse momento é única... 
 
Aff, que turbilhão de emoções... 
Sei que tem gente que ao ver sangue desmaia, eu nunca pude me dar a esse luxo, não... Ao contrário, quando vejo sangue o botão de alerta se acende em mim... "alerta vermelho" literalmente...  E esse alerta me faz ficar elétrica e apesar de todo o desespero me faz agir, racionalmente, afim de resolver o problema... 
Nessa noite eu estava então: elétrica e concentrada no sangramento, aliviada por ter cessado, confortada por todo o carinho dos amigos, despesperada pela possibilidade de voltar a sangrar e eufórica pela ligação...  Haja coração... hahahaha
 
Infelizmente, esse não foi o último sangramento... Mas o espetáculo não pode parar... E não parou... hahaha
Vem comigo que ainda tenho muita história pra contar... ;)