Uma MAV q não me impede de viver!!!

LUCIANA KELE DORINI

AVENIDA IGUACU
MANGUEIRINHA
85540-000
4632431354
ludorini@hotmail.com

Notícias

De repente mãe!

10/05/2019 07:02
Eu dormia a noite toda, não escutava chuva, nem cantadas de pneu... Minha cabeça deitava no...

Entre Ondas de Emoção

05/05/2019 18:07
Em maio de 2015, para tentar ajudar pais de crianças com problemas semelhantes aos meus, eu criei o...
Inegavelmente, nosso mundo está de cabeça para baixo. É só abrir o jornal, acessar qualquer site de...

De repente mãe!

10/05/2019 07:02

Eu dormia a noite toda, não escutava chuva, nem cantadas de pneu...

Minha cabeça deitava no travesseiro e eu me desligava do mundo...

Então um resmungo baixinho, algo que parece tão longe me desperta...

Não é um choro, não é um pedido de socorro, é só um som de um ser especial, frágil e que precisa de mim...

E de repente minhas noites não são bem dormidas...

E de repente, minhas olheiras estão roxas...

E de repente, meus braços parecem cair...

E de repente a minha vida é toda dele...

Dele, o meu bebê...

E de repente mãe, eu acordo mil vezes por noite... eu como só quando sobra tempo... nem xixi faço mais sozinha...

Eu embalo o carrinho com o pé, enquanto faço o almoço...

E quando ele começa a chorar porque as cólicas não o deixam em paz, eu o acolho com carinho em meus braços enquanto dos meus olhos começam rolar lágrimas...

Porque a sua dor é a minha dor...

E a sua alegria é a minha alegria, mas essa potencializada...

No primeiro sorriso... na primeira palavra... nos primeiros passinhos...

No primeiro dia de aula... No primeiro gol... Na primeira dança...

As lágrimas continuam a rolas, mas essas de emoção...

Eu me derreto toda quando o vejo realizado, porque também minha é aquela realização...

Já sabe andar de bicicleta... já vai para a escola sozinho...

O meu bebê está crescendo, e logo não precisará mais de mim....

Então eu choro de novo, porque o queria sempre por perto...

O vestibular, o primeiro emprego, o primeiro amor... mas agora ele já é independente, meu colo não acalma mais suas dores, e as lágrimas continuam a rolar dos meus olhos... em cada uma de suas dificuldades, em cada uma de suas conquistas também...

Porque de repente mãe, eu só estou feliz quando ele está feliz também...

Porque de repente mãe, mesmo que ele tenha 20, 30, 40, 50, 60 ou 70 anos, eu vou fazer o possível para protege-lo...

Porque de repente mãe, meu coração sempre baterá fora do peito...

Porque de repente mãe, a minha vida eu daria pela dele... 

 

Mesmo não sendo mãe, tomei a liberdade de escrever esse texto em primeira pessoa, com o que eu aprendi sobre ser mãe, sendo filha... filha amada e pra sempre protegida... 

Gratidão pela minha mãe... Gratidão por todas as mães que enchem o mundo com tanto amor... 

Parabéns, mamães!!! E que Deus as abençoe sempre!!!