Uma MAV q não me impede de viver!!!

LUCIANA KELE DORINI

AVENIDA IGUACU
MANGUEIRINHA
85540-000
4632431354
ludorini@hotmail.com

Notícias

Dia 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e...
Pense num domingo de sol, céu azul e uma linda bebê, de mais ou menos um ano e meio, com um pequeno...
Nossa quanta ansiedade para a virada do ano... Quanta ansiedade para deixarmos no passado o 2017 e...

Qual o valor de uma vida???

17/02/2016 06:36

Ontem vi no noticiário da manhã que depois de matarem uma enfermeira, esposa e mãe de 29 anos, os bandidos fugiram levando apenas a carteira do marido... o carro deixaram porque se assustaram quando viram que uma das vítimas estava morta... e o celular devolveram porque era de um modelo muito barato... com certeza o celular do trabalhador era muito simples perto dos celulares dos assaltantes... :(

Doi ouvir uma notícia assim... 

Revolta saber que por pura maldade, desamor e estupidez uma mãe é arrancada da vida do seu filho... uma filha é arrancada dos braços de sua mãe... uma esposa, uma profissional tem sua vida ceifada por uma carteira... 

Então isso quer dizer que nossa vida não vale mais nada???

Para algumas pessoas sim... Pessoas talvez maltratadas, talvez não... talvez desalmadas ou talvez desesperadas... Não sei como devo definir quem consegue fazer uma atrocidade dessas, mas mesmo sabendo que não devo julgar, não consigo só ficar sabendo de um fato assim e me calar...

É ridículo ver uma vida acabar assim... porém, muitas e muitas vidas estão acabando por crimes menos visíveis... por atitudes ou falta de atitudes que nem sempre são manchetes de TV... 

É muito difícil saber qual o valor de uma vida... porque não há dinheiro que pague a presença de alguém no mundo... a permanência de alguém que você ama ao seu lado... impossível mensurar em valores a perca de alguém que mora em nosso coração... 

A vida é muito maior que qualquer patrimônio, nossas pessoas queridas são nossos maiores bens...

Mas, infelizmente, pessoas também estão perdendo a vida não porque têm algum patrimônio que seja desejado pelos ladrões... mas sim por não ter nenhum patrimônio para servir de pagamento na entrada de hospitais...

Mesmo sabendo que a Constituição nos reserva o direito à saúde, a enorme espera por atendimento em Centros Públicos, principalmente, nas grandes cidades, estão levando à morte tanto quanto a violência nas ruas... senão for mais... e além da espera pelo atendimento ainda há o descaso em certos diagnósticos e tratamentos... 

Eu, por conta do meu hemangioma,  já precisei do Sistema Único de Saúde, e com uma hemorragia há mais de 72 horas, fui convidada a passar à noite toda lá fora, aguardando para ser atendida e realizar o exame que o médico havia solicitado na manhã seguinte... E bem lembrada que se eu saísse para posar em algum outro lugar perderia o meu lugar na fila, e certamente teria que esperar mais uma noite... se eu aguentasse mais uma noite, é claro... 

Mas isso porque não tinha lugar pra mim dentro do hospital... Isso porque mensuraram um valor para minha vida que eu não tinha como pagar... Isso porque eu tinha um encaminhamento do SUS...

Não, não... imagina, isso é coisa da minha cabeça, na verdade não existia nenhum leito para mim... e não existiu nenhum leito até que meu pai se dirigiu a alguém do hospital e disse que ele pagava tudo, que ele vendia o que tinha para que eu fosse atendida...  

Engraçado como essas palavras parecem varinhas de condão... depois de dito isso, num passe de mágica, surgiu um leito dentro de um lindo apartamento só pra mim.. 

Minha família não tinha dinheiro, mas tinha carro e casa pra vender, além de crédito para fazer um empréstimo... mas muitas famílias não têm... 

Me revolta só em lembrar, porque isso não ocorreu só comigo, isso ocorre todos os dias em todo o país... 

Fala-se tanto em tratamentos igualitários... fala-se tanto em discriminação... fala-se em cotas para ensino superior... e cadê as cotas para não se perder a vida??? 

Onde está o tratamento igualitário numa realidade que quem tem dinheiro deve viver e quem não tem dinheiro deve ter sorte???

Eu já estou chorando aqui porque não me conformo com essa situação... e convido a todos que como eu sentem a mesma indignação a lutar por um mundo mais justo, onde a vida não seja mensurada em cifras... onde à vida seja dado o valor que ela merece... 

Chega de se calar.. chega de pensar que nada vai mudar... chega de ficar apático diante às situações que revoltam... 

Brigue por seus direitos... denuncie quando for necessário... 

Lute pela vida!!!